Golpe do FGTS atinge mais de 100 mil pessoas

Por meio de mensagens no WhatsApp, SMS e e-mails falsos hackers, aparecem novamente com novo golpe do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS), nas plataformas digitais. A intensão dos cibercriminosos é coletar informações dos usuários para obter acesso ao beneficio com os dados coletados.

A Caixa Econômica Federal anunciou recentemente a liberação de R$ 500 das contas ativas e inativas para saque. O anuncio teria motivado os criminosos a articularem o golpe cibernético e roubar os dados de usuários desavisados, tendo acesso aos benefícios.

O serviço especializado da PSafe, informou que cerca de 100 mil pessoas foram alvo dos criminosos por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp, em apenas dois dias. No entanto, o crime não está circulando apenas no aplicativo mensageiro, a indícios de que beneficiários também estão sendo vítimas através de e-mails e SMS.

Nos e-mails os criminosos utilizam as seguintes perguntas: “Deseja sacar todo seu FGTS?” ou “Você sacou algum valor do FGTS nos últimos 3 meses?“, esclarece o site InforMoney.

Como se prevenir

Em primeiro lugar, vale considerar a informa de que a Caixa Econômica Federal não envia mensagens com endereços de links pedindo informações dos dados de seus correntistas. Desta forma o usuário já deve excluir quaisquer tipo de mensagens recebidas advindas de links suspeitos.

Por meio de nota a Caixa informou que tem seus próprios pontos de atendimento como também sites e aplicativos oficiais, para orientação dos trabalhadores.

A Caixa Econômica Federal esclarece que não envia mensagens sobre saques das contas vinculada ao FGTS ou que solicite senhas, dados ou informações pessoais do trabalhador. O banco orienta que os trabalhadores busquem informações sobre FGTS disponíveis nos canais oficiais da CAIXA, na internet, no endereço (www.fgts.caixa.gov.br), no APP FGTS ou no telefone 0800-726-0207, ou em suas agências. A CAIXA alerta os trabalhadores contra golpes e informa que não envia links ou pede confirmação de dispositivo ou acesso à conta por e-mail, SMS ou WhatsApp”.

12/09/2019

(Visited 3 times, 1 visits today)